Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Regime Militar

 

 

O dia começou por me correr com tudo ao contrário, o que me fez atrasar na saída de casa para as aulas. Pensei logo que hoje iria ter um dia “giríssimo”. Estava tudo a acontecer-me…

 

Cheguei ao colégio, piquei o ponto e fui até à sala dos professores fazer umas coisitas. Andei a dizer “hello” aos meus pequenos todos, a ver as obras de arte do 1º ano - desenharam Camões e os trabalhos estavam um espectáculo – até que chegou a hora da minha primeira aula.

 

Fiquei a saber que os famosos-alunos-pré-delinquentes fizeram porcaria com a minha colega de música, mais conhecida por brutamontes. Não sei exactamente o quê mas foi algo que a deixou muito perturbada, frustrada e desmotivada. E acho que também foi falar com o director.

 

O que eu acho mais, vá lá, engraçado é que a professora titular deles não admite que os seus alunos são terríveis. E até fica muito ofendida se alguém lhe aponta os defeitos dos alunos!!! Até com as professoras que tomam conta dos recreios eles são insolentes! Haja paciência…

 

De certa forma, estou ansiosa para que chegue quarta-feira. É o dia em que eu me cruzo com a minha colega de música e, nessa altura, vou perguntar-lhe o que se passou com ela e contar-lhe o meu episódio. Apesar da rigidez dela nas aulas, a insolência consegue ser superior a tudo e a todos. E até ao nariz emproado dela!

 

Quando entrei na sala do 4º ano para dar aula, pus a cara mais feia que consegui, sinal de poucos amigos e de que estava bastante chateada com eles. Ignorei aqueles aque vieram ter comigo e fui logo dando ordens. Não vai a bem, vai a mal. E parece que aquela turma só funciona mesmo é a mal. Dirigi-me a eles com diuas pedras na mão. Têm que sentir na pele que eu não sou nenyuma “palhaça” que vai para ali animar as hostes…

 

Só tenho pena das miúdas, que são a minoria, e que andam comigo nas palminhas das mãos por saberem que os colegas ajem mal e que eu estou chateada. As miúdas são um amor, até as tresloucada da F. … Acho que lhes vou dar um miminho para elas saberem que não estou chateada com elas. Pobrezinhas!

 

Hoje reinou o silêncio na sala. Foi uma maravilha. Expliquei matéria nova, participaram todos e parece-me, sublinho parece-me, que perceberam. Vamos ver! Querem regime militar? É isso que terão. Não verão mais a beleza do meu sorriso nem a cor dos meus dentes...